33 - Reformar, Resteurar, Desconstruir

Reformar, Restaurar ou Desconstruir?

 

          Muitas vezes encontramos estabelecimentos passando por reformas – como aconteceu recentemente em nossa escola. Em uma reforma esperamos ver mudanças, coisas novas, melhorias que nos surpreendam positivamente. Por isso, reformas são importantes e necessárias de tempos em tempos.

        Uma reforma não é uma restauração, nem uma desconstrução. Na restauração o objetivo é deixar tudo igual, como era no passado. Na desconstrução se destrói o que se tem para colocar no lugar algo novo e desconhecido. Na reforma se pega o que já se tem e se aperfeiçoa, corrige os erros, melhora, amplia, cresce.

          No dia 31 de outubro de 2020 lembramos os 503 anos da Reforma da Igreja Cristã, na Alemanha, no séc. XVI. Esse movimento, liderado pelo teólogo Dr. Martinho Lutero, não apenas reformou a igreja, mas toda a sociedade que conhecemos hoje. Reformou a política, a economia e até a educação. Mas a reforma importante que o pensamento de Lutero causou, foi a reforma de vidas.

          Lutero trouxe esperanças, conforto, consolo, alegria, paz a um povo que foi ensinado a obedecer a igreja e ter medo de Deus. Eles não precisavam mais comprar indulgencias para ter um pouco de paz em seu coração. Conheceram com Lutero um Deus de amor, que entregou seu filho a cruz, para salvar todos dos seus pecados, libertar do medo e da aflição. Um Deus que fala ao coração ferido e reforma vidas em Cristo. Vida livre para amar a Deus e ao próximo. Vida reformada para se ter alegria e esperanças em Deus, principalmente em tempos difíceis.

          Sempre há o que reformar em nós. Desconstruir ou restaurar é um grande erro. Não se pode ignorar o passado, nem se voltar no tempo. Mas se pode aprender com os erros, encontrando em Cristo a força que se precisa para sempre seguir em frente, aconteça o que acontecer. Em Deus, temos sempre esperanças de novos tempos.

          Assim como aconteceu na reforma da igreja do séc. XVI, que Deus seja aquele que nos oriente nas reformas que precisamos passar na vida. Que em toda situação, façamos como o salmista: “Peço que todas as manhãs tu me fales do teu amor, pois em ti eu tenho posto a minha confiança. As minhas orações sobem a ti; mostra-me o caminho que devo seguir!” (Salmo 143.8). Amém.

Capelania São Mateus