redação

Publicação1

O mais hostil

A corrente infinita dos rios é como a perversa imagem que contemplo. Como o fluxo da água, os corredores e escadas diante de mim se conectam, infinitos e ilusórios.

O cinza e o escuro reinam supremos. Não há uma saída visível, apenas uma interminável sucessão de caminhos e atalhos esculpidos em pedra. Ocultando fielmente o ambiente psicótico, as sombras densas varrem qualquer sentimento de esperança, de que a libertação dessa prisão é viável.

Hostil é o lugar. Ele provoca lembranças e mágoas de outrora, perda e débito – o Limbo em sua mais pura forma. As escadarias largas e expostas, sem corrimão, violam as mais básicas Leis da Física; assim, a sensação de que estamos perdidos, sem rumo, toma as rédeas da carruagem.

Não há saída, mas há caminhos. O caminho para lugar nenhum, a ilusão de progresso – tudo isso em tons monocromáticos; a fronteira definitiva da sanidade.

Texto descritivo produzido pelo aluno Paulo, 3ª série do Ensino Médio, na oficina #Redação.