O dia em que nada significa tudo!


O dia em que nada significa tudo!

Geralmente não gostamos de lugares e coisas vazias. Sempre queremos encontrar algo – o nada nos decepciona. Mas houve um dia em que nada significou tudo. Foi num domingo de manhã em que mulheres foram até a sepultura com as mãos cheias de perfumes e óleos para embalsamar o corpo. Mas seus corações estavam vazios. Vazios de esperança e paz. Tudo o que lhes restava era prestar uma última homenagem e a tristeza. A única coisa que lhes preocupava era como tirar a enorme pedra da sepultura. Aliás, aquelas mulheres lembram milhões de pessoas que vivem com as mãos cheias, mas com os corações vazios. Pessoas que não veem mais sentido em suas vidas, não há propósito para viver. Suas vidas não passam de um grande vazio.

Mas voltemos àquelas mulheres.  Chegando a sepultura não encontram nada do que esperavam. Não havia soldados na entrada, não havia pedra, e entrando, também o corpo não estava ali. Não sabiam o que pensar. Até que anjos lhes informam que Jesus tinha ressuscitado e estava vivo. Eles dizem para que vão e anunciem aos discípulos que o Salvador está vivo. Curiosamente num lugar vazio que suas vidas são preenchidas. Agora, suas vidas tem sentido e propósito: anunciar que o Salvador ressuscitou e está vivo. Da mesma forma, ainda hoje somos lembrados que, naqueles dias em que parece que nossas vidas estão vazias e sem propósito, ao menos um propósito ainda fica para nós neste mundo: anunciar que Jesus morreu em nosso lugar e ressuscitou garantindo que seu sacrifício foi aceito pelo Pai e um dia todos ressuscitarão.

Aquele lugar vazio significou que tudo o que Jesus havia dito sobre si é verdade. Que tudo o que as Escrituras prometem se cumpre. Naquela manhã, o vazio, o nada, significou tudo.

Mas ainda resta um dia em que nada significará tudo. O dia em que todas as sepulturas estarão vazias. Não porque os corpos foram roubados, ou simplesmente porque todos viraram pó. Mas sim, porque os corpos foram devolvidos e os vivos transformados. O dia em que conheceremos e seremos aquilo que fomos chamados para ser. O dia em que Jesus voltará e ressuscitará todos os mortos e transformará os vivos. Neste dia, sepulturas vazias significarão vida plena e eterna, cumprimento de todas as promessas de Deus registradas na Escritura Sagrada. Neste dia o vazio da morte dará lugar à vida completa!

Joelson R. Drehmer

(Pastor da IELB)

e-mail: joelsonrd@yahoo.com.br