13 - O Corpo de Cristo

O Corpo de Cristo

 

            O dia de Corpus Christi (Corpo de Cristo) é uma data da igreja católica, instituída pelo Papa Urbano IV em 1264, baseado no ensinamento de que o pão (hóstia) usado na Santa Ceia é, “transformado” no corpo de Cristo no ato da consagração. Embora esse ensinamento não seja unanimidade na igreja cristã, visto que o entendimento das igrejas reformadas difere a esse respeito, isso não invalida a importância da data.

            Quando Jesus se reuniu com seus discípulos na quinta-feira, para a Ceia de Páscoa, ele partiu o pão e o distribuiu dizendo “isso é o meu corpo” (Mateus 26.26). Como Luteranos, entendemos que a pão não se “transforma” no corpo de Cristo, porém, cremos e confessamos que, de alguma forma que não compreendemos, Cristo está verdadeiramente presente com seu Corpo junto ao pão. As palavras “isto é o meu corpo” e “isto é o meu sangue” são a garantia da presença de Cristo entre nós e isso é algo maravilhoso para todos que nele creem.

            Em 1 Co 12.27, e em outras passagens, os cristãos são chamados de “Corpo de Cristo”, porque formam a igreja de Jesus na terra. Entender que somos o corpo de Cristo pela fé, como parte de sua igreja, também é maravilhoso e confortador, pois assim como Cristo está junto de nós com o seu corpo e sangue através da sua Sagrada Ceia, assim também nós fazemos parte do seu corpo sendo pedras vivas da sua igreja na terra (1 Pedro 2.5).

            Celebrar essa verdade é algo importante para todos os cristãos, onde o dia de Corpus Christi é muito mais do que um feriado prolongado ou uma festa marcada pelos lindos tapetes de serragem colorida. Corpus Christi é o dia que nos lembramos que Cristo está e nós e nós estamos em Cristo, unidos pela fé. Uma fé que nos conforta em meio a dor, anima, orienta e nos ensina a perdoar e amar assim como Deus nos perdoou e amou por meio de Jesus.

            Que o dia do “Corpo de Cristo” seja mais do que um feriadão no calendário, mas um dia de união e amor. União, pois pela fé estamos unidos a Cristo e uns com os outros como parte da sua igreja. Amor, pois cada vez que celebramos a sua maravilhosa Ceia, renovamos em nós a certeza de que Cristo nos amou até a cruz para dar-nos uma nova vida. Amém.

Capelania São Mateus