29 - Jo 8.36 - 04-09-19

Dia 7 de Setembro de 1822. Foi nesse dia que, as margens do Ipiranga, D. Pedro I disse: “Independência o Morte”. Esse momento histórico mudou o rumo de nosso país completamente, fazendo D. Pedro se tornar imperador do Brasil, de um Brasil diferente que não era mais parte do reino de Portugal, mas uma nação independente.

Ser independente é algo importante para qualquer povo. Muitas nações conquistaram sua independência depois de muitas batalhas, cobrando um alto preço do seu povo na luta pela liberdade. Porém, a história nos ensina que ninguém consegue ser completamente independente. Principalmente hoje, nesse mundo globalizado, nunca precisamos tanto dos recursos uns dos outros.

O Salmo 24.1 diz: “Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.” Ele é o criador; tudo é dele. Por isso, nunca seremos, de fato, independentes, nem como nação, nem como indivíduos, pois sempre dependeremos de Deus e do seu amor por nós revelado em Cristo Jesus.

Precisamos de Deus e precisamos uns dos outros. Por isso Jesus nos ensina também a nos amarmos uns aos outros. O amor que vem de Deus e que podemos compartilhar com os outros é o que dá sentido a vida e é o que nos torna, realmente livres, ou seja, independentes.

 Somente seremos independentes se aprendermos a ser dependentes de Deus (João 8.36). Amém.

Pastor André Silva

capelania@saomateus.g12.br